Exercício 17
As moléculas dos halogéneos têm pontos de ebulição baixos, mas diferentes.
Consultando o livro de tabelas, explique as diferenças.


Resposta: veja a tabela V: os pontos de ebulição constam na coluna 7 (em Kelvin!)
1
=
elemento 
2
=
símbolo
3
=
número
atômico
4
=
massa
atômico
5
=
electro-
negati-
vidade
6
=
Ponto
de
Fusão
 
7
=
Ponto
de
Ebulição
8
=
Raio
atômico
 (x10-12m)
9
=
Raio
iônico
(x10-12m)
10
=
Raio
vanderWaals
(x10-12m)
Flúor F 9 19,0 4,0 54 85K= -152oC 64 133 135
Clóro Cl 17 35,5 3,2 172 239K= -152oC 99 181 180
Brómio Br 35 79,9 3,0 266 332K= -34oC 114 196 195
Iodo I 53 126,9 2,7 387 458K= 59oC 133 219 215
Astácio At 85   2,2 575 610K= 185oC 140    
O flúor já ferve (torna-se gás) a uma temperatura de -152 graus centígrados. Enquanto o iodo ferve à temperatura de + 185 oC .
São temperaturas relativamente baixas porque as ligações intermoleculares são fracas (não há nenhuma polaridade).
As diferenças devem-se ao facto de cada vez as moléculas terem mais massa (veja coluna 4).
Moléculas mais pesados tornam-se gasosas menos facilmente; aumenta a força vanderWaals.




voltar ao curso